Secretaria Municipal de Assistência Social de Santo Antônio do Aventureiro:

Secretario: Flávio Eduardo Coelho Pires;
.
Assistente Social: Vivian Lobo;
Auxiliar de Serviço Gerais: Nilton Pereira de Paula;

Equipe do Centro de Referência da Assistência Social (CRAS):

Assistente Social (referência do programa bolsa família): Debora Gurgel da Cunha Marendino;
Assistente Social (referência do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos) Paula Senra Freitas;
Psicóloga: Bruna Fajardo e Fajardo Alvim;
Auxiliar administrativo: Lívia Santos Moraes;
Orientadora Social: Leriane Moraes;

Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculo:

Orientadora Social: Luciana Aparecida Dutra dos Santos;
Oficina de música violão: Samuel de Oliveira Marciano;
Oficina de música instrumentos de sopro: Hamilton Carvalho de Souza;
Oficina de Reciclagem: Franceliana Pires Teixeira;
Oficina de Pintura (tela, tecido, papel e vidro): Priscila Figenio Ramos;
Oficina de Alongamento: Sabrina Caçador Ferreira da Cunha;
Oficina de capoeira: Hernandi da Silva;
Oficina de Dança: Wesley da Silva;
Oficina de Cidadania e Meio ambiente: Leriane Moraes;
Oficina de Futebol: Rafael Ferreira Pires.

CRAS:

Serviços:
  • CRAS Santo Antônio do Aventureiro;


  • Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (Unidade São Domingos)


  • Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (Unidade São Domingos);


    Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (Unidade itinerante Alto da Conceição).


Programas
  • Leve Leite:


  • Horta Comunitária:


  • Grupo SCFV infância I (4 até 6 anos):


    Grupo SCFV infância II (6 até 12 anos):


    Grupo SCFV Adolescência I (13 até 15 anos):


    Grupo SCFV Adolescência II (15 até 17 anos):


    Grupo SCFV Gestante;


    Grupo SCFV Melhor Idade (a partir de 60 anos):


Adicionais
  • Conselho Municipal de Assistência Social:

  • Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente:

  • Conselho Municipal do Idoso:

  • Conselho Tutelar:

  • Letícia dos Santos Trindade;

  • Cristiano Tomas de Oliveira;

  • Diana Fernandes;

  • Andreia Elisa da Silva;

  • Juliana Aparecida Vicente da Silva Santos.

Planejamento das atividades sócio assistenciais do Serviço de convivência e fortalecimento de vínculos.


INTRODUÇÃO

O Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos/SCFV é resultante do reordenamento disposto na Resolução CIT nº 01, de 21 de fevereiro de 2013, que unificou os Programas de Erradicação do Trabalho Infantil, Programa Projovem Adolescentes e Programa de atendimento em Grupos para Pessoa Idosa. Trata-se de um Serviço socioassistencial e socioeducativo, em que se propõe prestar apoio efetivo prestado à família, através da inclusão em programas de transferência de renda e na rede de serviços para acessar os direitos básicos de cidadania. E, trabalhar com trabalho com famílias enquanto sujeitos socioculturais, com suas histórias e projetos, fazendo reflexão sobre o cotidiano e formas de organização da família para promover suas capacidades e autonomia.

O SCFV tem caráter preventivo e proativo, realizado em grupos, de modo a garantir aquisições progressivas aos seus usuários, de acordo com seu ciclo de vida. Destina-se a crianças, adolescentes, idosos em situação de vulnerabilidade. Serviço de Proteção Social Básica no Domicílio para Pessoas com deficiência. Parte-se do princípio de que a convivência no campo socioeducativo é uma oportunidade de vivência e afirmação de atitudes e valores que fortaleçam e despertem o prazer de viver em comunidade, a importância da vida, a aposta em si mesmo dentro de padrões sociais solidários e cooperativos. São subdivididos por ciclo de vida: o SCFV para crianças e adolescentes entre 06 a 15 anos, SCFV para adolescentes entre 15 a 17 anos, o SCFV para pessoas idosas (a partir de 60 anos de idade).

No SUAS, o Reordenamento significa um avanço na consolidação e organização do serviço socioassistencial voltado às crianças, aos adolescentes e as pessoas idosas, fortalecendo o princípio da gestão descentralizada entre os entes e o respeito à diversidade das características de organização do trabalho grupal realizado com o público da Assistência Social em cada território.

Observando a dinâmica da humanidade, vemos a importância do planejamento em todos os setores da sociedade como sendo algo fundamental e necessário principalmente para a gestão pública. Assim, optamos de forma simples e sem exageros desenvolver um plano de trabalho sócio educativo para o público do Serviço de convivência e fortalecimento de vínculos (SCFV) de Santo Antônio do Aventureiro, Minas Gerais. É nesse contexto que surge o planejamento como algo que precisa ser feito, como processo de racionalização, organização e coordenação. No SCFV, no entanto, para que o oficineiro e o facilitador cumpra a sua real função, é preciso que esteja fundamentado nas exigências sociais, num projeto definido de visão de mundo, de sociedade e do homem que se quer formar.


Clique para Saber mais - PDF


OFICINAS:

Secretaria Municipal de Assistência Social:
Endereço:
Rua José Antônio Senra – número 15, - Casa da Cultura, sala 1, - Centro,
Fone: (32)3286-1390. - E-mail: social.pmsaa@bol.com.br
Centro, Santo Antônio do Aventureiro - MG