SMELC - Secretaria Municipal de Educação, Lazer, Cultura e Turismo :

A cidade

É banhado pelo rio Aventureiro que, serpeando, desce descrevendo graciosas curvas, promovendo belíssima cascata pela Fazenda da Torre abaixo, encachoeirando-se, ainda para brilhantismo seu, nas proximidades de sua embocadura. No início do século dezenove, já havia notícia sobre a fertilidade daquelas terras e atraiu muitos aventureiros que receberam sesmarias.

Era assustadora a quantidade de onças na região, e somente homens bem arrojados seguiam para ali. A primeira leva de aventureiros acampou as margens de um rio, ao qual denominaram Aventureiro e por ser dia de Santo Antonio – 13 de junho – foi batizado então o lugar de Santo Antonio do Aventureiro. “Esses aventureiros, já então domiciliados no pequeno povoado, durante várias semanas ocupavam-se com a divisão e demarcações de suas terras, e a folga de um domingo possibilitou que fossem visitar a Cachoeira Alta para sossegadamente, apreciarem aquele inestimável penhor de terra.” - fonte Agnelo Vitral Cronologia: De seu povoamento por volta de 1818 até 1852, o povoado de Santo Antonio do Aventureiro pertencia ao Município de Mar de Espanha. Em 04 de maio de 1852, tornou-se Distrito de Santo Antonio do Aventureiro.

Em 07 de setembro de 1923, seu nome mudou-se para Aventureiro.

Em 17 de dezembro de 1938, foi incorporado ao Município de Além Paraíba.

Em 30 de dezembro de 1962, foi criado o Município – Lei 2.764, e restabelecimento do nome primitivo – Santo Antonio do Aventureiro.

Em 01 de marco de 1963, foi instalado o Município.

Um Patrimônio Especial no Alto da Serra


O melhor de Santo Antônio do Aventureiro

Cachoeiras

Cachoeiras

“Esses aventureiros, já então domiciliados no pequeno povoado, durante várias semanas ocupavam-se com a divisão e demarcações de suas terras, e a folga de um domingo possibilitou que fossem visitar a Cachoeira Alta para sossegadamente, apreciarem aquele inestimável penhor de terra.”

Serras

Serras

Relevo, clima, hidrografia. A altitude da sede é de 630 m, possuindo como ponto culminante o Pico dos Cocais (1063 m). O clima é do tipo Tropical de altitude com chuvas durante o verão e temperatura média anual. O município integra a bacia do rio Paraíba do Sul, sendo banhado pelos rios Angu e Aventureiro.

História

historia

As primeiras citações a respeito da existência de Aventureiro são da Diligência de São Martinho 1784, e narram a existência do córrego do Aventureiro. Segundo lendas, foi na margem desse córrego que José Xavier de Barros, fundou uma povoação no dia de Santo Antônio. O povoado mais tarde tornou-se uma vila e, em 1962.

Nossa Cultura


Património

Folia de Reis - É um dos destaques do folclore de Santo Antônio do Aventureiro.

Património

Festa do Padroeiro - Tradicional Festa com barracas. leilões e Bandas de Músicas.

Quadrilhas

Quadrinhas - Atua no Mês de junho e Julho, organizados pelo colégio e a população.


Património Histórico

    • Igreja Matriz de Aventureiro

      Construída entre 1838 e 18722 é uma das mais bonitas da região, e foi totalmente reformada entre 2008 e 2012.

    • Pharmacia Democrata

      lembrando a Gruta do mesmo nome na França. Fica localizada a 5 km do centro da cidade.

    • Prefeitura Municipal

      A 01 de março de 1973, no edifício da sede provisória da P. M. de Santo Antônio do Aventureiro.

    • Gruta de Nossa Sra de Lurdes

      lembrando a Gruta do mesmo nome na França. Fica localizada a 5 km do centro da cidade.

    • Casa da Nancy Gomes Silva

      Estilo Colonial que Marcou a História da Cidade ...

    • Em Construçao

      Em Construçao ...

    • Antigo Colégio Andrade

      O antigo casarão, a casa de dona Irene Zóffoli. onde funcionou o Colégio Andrade Nº 20.

    • Em Construçao

      Em Construçao ...


  • Um Patrimônio Especial:

    E o que vem a ser patrimônio histórico? É tudo aquilo produzido pela humanidade no tempo e no espaço; a herança material e imaterial deixada pelos antepassados, composta por um complexo de bens históricos. Santo Antonio do Aventureiro possuí um acervo monumental muito importante que está sendo preservado através da tradição e da perseverança de seu povo e de movimentos, como do perseverante Padre Antonio Gabriel, que vem lutando na restauração da Igreja Matriz de Santo Antonio, uma construção das mais belas de nossa região. A importância desta preservação é imensurável, não tem como medir e deve ser motivo de orgulho para a população.


    A cidade possui um casario colonial belíssimo da época do café, período importante da história do Brasil e de nossa região e do Vale do Paraíba.

    •  

    •  

    Legislação Municipal do Tombamento, Registro, Conselho e FUMPAC: